China lança primeiro foguetão Chang Zheng-6C

A China colocou em órbita quatro satélites utilizando o primeiro foguetão Chang Zheng-6C no dia 7 de Maio de 2024.

O lançamento do foguetão Chang Zheng-6C (Y1) foi realizado às 0321:25UTC a partir do Complexo de Lançamento LC9A do Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan, província de Shanxi.

Todas as fases do lançamento decorreram como previsto e os quatro satélites foram colocados nas órbitas predeterminadas.

O foguetão Chang Zheng-6C

O foguetão Chang Zheng-6C (长征六号丙运载火箭) é um lançador a dois estágios que consome propelentes líquidos, sendo projectado e fabricado pela Academia de Tecnologia de Voo Espacial de Xangai, uma subsidiária da Corporação de Ciência e Tecnologia Aeroespacial da CHina.

O veículo pode ser visto como uma versão do foguetão Chang Zheng-6 e será utilizado para o lançamento de satélites de pequena ou média dimensão para a órbita terrestre baixa ou para órbitas sincronizadas com o Sol. O Chang Zheng-6C é capaz de colocar uma carga de 4.500 kg numa órbita terrestre baixa, 2.400 kg numa órbita sincronizada com o Sol a 500 km de altitude, ou 2.00 kg numa órbita sincronizada com o Sol a 700 km de altitude.

O novo lançador tem um comprimento de 43 metros, um diâmetro de 3,35 metros e uma massa de 217.000 kg. Ambos os estágios consomem RP-1 (querosene altamente refinada) e oxigénio líquido (LOX).

O primeiro estágio tem um diâmetro de 3,35 metros e está equipado com dois motores YF-100, desenvolvendo uma força máxima de 2.376 kN. Desenvolve um impulso específico de 300 s ao nível do mar ou 335 s em vácuo.

O segundo estágio tem um diâmetro de 2,9 metros e está equipado com um motor YF-115, desenvolvendo uma força máxima de 180 kN. Desenvolve um impulso específico de 341,5 s em vácuo.

O lançador pode utilizar três tipos distintos de carenagens com diâmetro de 2,9 metros, 3,35 metros ou 3,8 metros.

A carga do primeiro Chang Zheng-6C

A bordo do primeiro foguetão Chang Zheng-6C foram lançados quatro satélites: Haiwangxing 01, Zhixing-1C “Sanjiangyuan 1”, Kuanfu Guangxue Weixing e o Gaofen Shipin Weixing.

Operado pela Ningbo Zhihui Space Technology Co. (Ningbo Zhihui Kongjian Jishu Yuxian Gongsi), o satélite Haiwangxing 01 (海王星01星) é o primeiro de uma constelação de 36 satélites equipados com sistemas de observação por radar SAR. Os satélites irão cobrir toda a superfície do planeta entre as latitudes 55º Norte e Sul em apenas uma hora.

O satélite foi desenvolvido pelo Instituto de Investigação de Satélites de Xangai, parte da Academia de Tecnologia de Voo Espacial de Xangai. Operando a uma altitude média de 507 km, o satélite está equipado com um radar SAR que é capaz de diferentes modos de operação.

Os dados obtidos pelo satélite serão utilizados nos campos da geodesia e cartografia, controlo do uso dos solos, prevenção de desastres naturais, conservação dos recursos aquáticos e aquacultura, silvicultura, transportes, etc.

O satélite Zhixing-1C (智星一号C星), também designado “Sanjiangyuan 1” (“三江源一号卫星”) foi desenvolvido pela Companhia de Tecnologia e de Ciências Espaciais “Zhixing” (Beijing Zhixing Kunjian Keji Yuxian Gongxi), Pequim, em colaboração com a Universidade de Tsinghua, Pequim, e com a Universidade de Qinghai, Xining.

O satélite tem uma massa de 55 kg e está equipado com uma câmara ultra-leve (3,5 kg) e altamente sensível, tendo uma resolução de 1,3 metros com um varrimento de 11,4 km (a partir de uma altitude de 507 km). Os dados provenientes do satélite serão utilizados para o estudo dos ecossistemas da província de Qinghai.

As designações Kuanfu Guangxue Weixing (宽幅光学卫星) e o Gaofen Shipin Weixing (高分视频卫星) são termos genéricos que significam “Satélite Óptico de Banda Larga” e “Satélite de Vídeo de Alta Resolução”, respectivamente.

O Instituto Harbin de Tecnologia anunciou o lançamento destes dois satélites com o objectivo de criar um sistema de detecção remota de alta resolução e de vídeo tendo por base uma plataforma de microssatélites. Não foram fornecidas quaisquer informações adicionais sobre os dois veículos.

O Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan

A Base de Testes e de Treino n.º 25 do Exército de Libertação do Povo, também designada como Centro Espacial e de Testes de Mísseis de Wuzhai, é mais conhecido como Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan, sendo o terceiro centro espacial Chinês.

Apesar de ter sido designado como Taiyuan, uma importante cidade industrial no norte da província de Shanxi, o Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan está localizado no condado de Kelan, a cerca de 284 km a noroeste da cidade de Taiyuan. O uso do nome Taiyuan serviu para ocultar a sua verdadeira localização, uma característica usada regularmente pelos militares chineses durante a Guerra Fria. As instalações do centro de lançamento estão espalhadas nos vales das Montanhas Lüliang, a cerca de 1.500 metros acima do nível do mar. A região tem um clima continental de monções e é bastante árida. A temperatura média anual é de apenas 5°C.

Os testes de mísseis balísticos da China têm sido tradicionalmente conduzido para Oeste para as zonas-alvo em Xinjiang, no Noroeste da China. O alcance original no local de lançamento de Jiuquan poderia suportar o teste de mísseis balísticos com alcance de até 1.800 km. Com o aumento da gama de novos mísseis introduzidos em meados da década de 1960, um novo polígono de lançamento a Este do local de lançamento existente era necessário para suportar testes terrestres dentro do território da China. Como resultado, o centro de lançamento de Taiyuan foi criado em Dezembro de 1968 para apoiar os testes de mísseis balísticos intercontinentais (ICBM) e mísseis balísticos lançados por submarinos (SLBM).

Uma plataforma de lançamento permanente (Complexo de Lançamento 7) foi construída em 1979 para testes de mísseis balísticos intercontinentais e lançamentos orbitais. O primeiro lançamento orbital do centro ocorreu em 1988, com um foguetão Chang Zheng-4A a colocar em órbita o satélite meteorológico Fengyun-1A.

O centro foi parcialmente desclassificado no final dos anos 80, quando a China tentava se tornar um fornecedor para o mercado internacional de lançamentos de satélites comerciais. Entre 1997 e 1999, um total de 12 satélites de comunicações Iridium foram lançados do centro utilizando foguetões Chang Zheng-2C/SD.

As instalações de lançamento orbital em Taiyuan incluem três complexos de lançamento com uma única plataforma de lançamento, uma área técnica para recepção e verificação de foguetões e satélites, um centro de comunicações, um centro de controlo de lançamento e um centro de TT&C. Os estágios dos foguetões são transportados para o centro de lançamento por meio de caminho-de-ferro e descarregados numa estação de trânsito a Sul do complexo de lançamento. Posteriormente, transportados por estrada para a área técnica para procedimentos de verificação. O veículo de lançamento é montado na plataforma de lançamento usando um guindaste no topo da torre umbilical para içar cada estágio. A carga útil é transportada de avião para o Aeroporto de Taiyuan Wusu, a cerca de 300 km, e depois transportada para o centro por estrada.

O Centro TT&C, também conhecido como Posto de Comando Lüliang, localiza-se na cidade de Taiyuan. Possui quatro estações de rastreio por radar localizadas em Yangqu (Shanxi), Lishi (Shanxi), Yulin (Shaanxi) e Hancheng (Shaanxi).

O Complexo de Lançamento 7 (LC7) tornou-se operacional em 1979 e apoiou missões para as órbitas sincronizadas com o Sol usando foguetões Chang Zheng-4A, Chang Zheng-4B e Chang Zheng-4C e para órbitas terrestres baixas usando foguetões Chang Zheng-2C. O complexo de lançamento recebeu uma ampla reforma de modernização em 2008, mas não foi usado para missões de lançamento orbital desde então. Em vez disso, o complexo de lançamento foi usado para suportar testes de veículos com mísseis e veículos hipersónicos, incluindo os testes de voo do veículo WU-14 (DF-ZF) usando o foguetão CZ-2C. O complexo de lançamento possui uma única plataforma de lançamento com uma torre fixa de umbilical, com as instalações de armazenamento de propelente líquido localizadas nas proximidades.

O Complexo de Lançamento 9 (LC9) tornou-se operacional em 2008 e desde então é a principal plataforma de lançamento espacial em Taiyuan. As instalações do Complexo de Lançamento 9 não são muito diferentes do complexo anterior, consistindo numa torre umbilical fixa, armazenamento subterrâneo de propelente líquido e um centro de controlo de lançamento nas proximidades. O complexo de lançamento é utilizado pelos foguetões Chang Zheng-2C, Chang Zheng-2D, Chang Zheng-4B e Chang Zheng-4C.

Lançamento Veículo  Plataforma Data Hora (UTC) Carga
2023-030 Chang Zheng-4C (Y51) LC9 09/Mar/23 22:41 Tianhui-6A Tianhui-6B 
2023-047 Chang Zheng-2D (Y90) LC9 30/Mar/23 10:50 Hongtu-1 01A ‘Zhongyuan-1’

Hongtu-1 01B ‘Hebi-1’

Hongtu-1 01C ‘Hebi-2’

Hongtu-1 01D ‘Hebi-3’

2023-085 Chang Zheng-2D (Y88) LC9 15/Jun/23 05:30 Jilin-1 Gaofen 03D19

a

Jilin-1 Gaofen 03D26

Jilin-1 Gaofen 06A01

a

Jilin-1 Gaofen 06A30

Huoerguosi-1

Jilin-1 Pingtai 02A01

Jilin-1 Pingtai 02A02

2023-087 Chang Zheng-6 (Y12) LC16 10/Jun/23 03:18 Shiyan-25
2023-104 Chang Zheng-2D (Y91) LC9 23/Jul/23 02:50 Sixiang 01 ‘Kuangda Nanhu’

Sixiang 02 ‘Hongkou Fuxing’

Sixiang 03 ‘Zhongdian Nongchuang’

Yinhe Hangtian Lingxi 03

2023-116 Chang Zheng-2C (Y46) LC9 08/Ago/23 22:53 Huanjing Jianzai-2 06
2023-139 Chang Zheng-6A (Y5) LC9A 10/Set/23 04:30 Yaogan-40A

Yaogan-40B

Yaogan-40C

2023-168 Chang Zheng-6A (Y4) LC9A 31/Out/23 22:50 Tianhui-5A

Tianhui-5B

2024-058 Chang Zheng-6A (Y3) LC9A 26/Mar/24 22:51 Yunhai-3 02
2024-085 Chang Zheng-6C (Y1) LC9A 07/Mai/24 03:21:25 Haiwangxing 01

Zhixing-1C “Sanjiangyuan 1”

Kuanfu Guangxue Weixing

Gaofen Shipin Weixing

Uma nova plataforma de lançamento (Complexo de Lançamento 16 – LC16) que foi construída por volta de 2014, é uma instalação de lançamento dedicada para o veículo de lançamento de pequena carga Chang Zheng-6 de nova geração. A plataforma não tem uma torre umbilical fixa e em vez disso, possui um mecanismo de lançamento de erecção de veículos. O veículo é examinado e acoplado com a sua carga útil numa posição horizontal no interior da sala de processamento do lançador, e é transportado num veículo com rodas até à plataforma, onde é erguido, abastecido e depois lançado.

Com o surgimento do foguetão Chang Zheng-6A foi construído o novo complexo de lançamento, LC9A.



Comente este post